AMOR A JESUS EUCARÍSTICO

“Amados e amadas, o amor a Jesus Eucaristico não deve ser fruto do sentimentalismo ou expressão devocional; antes, e acima de tudo, deve ser um ato de amor incondicional que leve a pessoa à adoração em um comunhão tão profunda com a presença do Amado que todas as coisas materiais desapareçam, por alguns instantes, dando lugar à preciosa intimidade com o Absoluto e Eterno Amor.
A Igreja, comunidade dos discípulos e discípulas do Senhor Jesus, deve reconhecer na Eucaristia, como nos ensina o Sacro Santo Concílio Vaticano II, ‘o ápice de sua vida e a vértice de todo seu apostolado’. Sem Eucaristia não há Igreja e sem a Igreja não há salvação.
Assim, como dizia São Pedro Julião: ‘Se não amam Nosso Senhor na Eucaristia é porque não o conhecem’. Por isso, também nós, devemos dizer: Vinde e adoremos o Senhor em tão sublime Sacramento, no desejo ardente de nos tornarmos Hóstias Vivas, neste mundo ateu e materialista…reconhecer na Eucaristia que aquele pão e aquele vinho, transubstanciados pela ação do Espírito Santo, não são milagres operados pelos Sacerdotes, mas dons do Alto para a santificação de todo gênero humano; é Mistério da Fé, grande e único milagre que perpetua o Sacrifício de Cristo, Cordeiro Pascal, por cujo sangue se estabeleceu a Nova e Eterna Aliança, memorial permanente do Eterno Amor do Pai, no Filho e no Espírito Santo ‘para a salvação de todo aquele que crer’.”
At.te., Padre Adilson Simões
F u n d a d o r.

Deixe um comentário

X